Medicina Veterinária

O CURSO

A criação do curso de Veterinária segue uma proposta de valorização dos aspectos econômico-sociais da região.

Os alunos formados no Curso de Medicina Veterinária da UNIVS serão Médicos Veterinários com um perfil profissional generalista, humanista, crítico e reflexivo, apto a compreender  e  traduzir  as  necessidades  de  indivíduos,  grupos  sociais  e  comunidades,  com relação  às  atividades  inerentes  ao  exercício  profissional,  no  âmbito  de  seus  campos específicos de atuação em saúde animal, saúde pública e saúde ambiental; clínica veterinária; medicina  veterinária  preventiva;  inspeção  e  tecnologia  de  produtos  de  origem  animal; zootecnia, produção e reprodução animal, bem como a medicina veterinária para os esportes com os animais. O egresso será um médico veterinário com conhecimento dos fatos sociais, culturais e políticos; de economia e de administração. Possuirá capacidade de raciocínio lógico, de observação, de interpretação e de análise de dados e informações, bem como  dos  conhecimentos  essenciais  de  Medicina  Veterinária para  identificação  e  resolução  de  problemas  visando  a  sustentabilidade  econômica,  social, ambiental e o bem-estar animal.

Objetivo Geral

Formar Médicos Veterinários de destaque no mercado de trabalho, com visão generalista, humanista e reflexiva, com sólida formação teórico-prática, domínio dos instrumentais e com capacidade analítica que facilite o aprendizado de novas técnicas e visão crítica da realidade.  

O egresso será um profissional habilitado para atuar, com amplitude e competência, nas multifacetadas competências estabelecidas pela Lei Federal No. 5.517, que dispõe sobre o exercício profissional do Médico Veterinário (Clínica e Cirurgia Veterinária, Medicina Veterinária Preventiva e Saúde Pública, Zootecnia e Produção Animal, Sanidade animal, Tecnologia e Inspeção de Produtos de Origem Animal, Economia, Planejamento e Administração Agroindustrial e Extensão rural).

Objetivos Específicos

– Contribuir para a formação de um profissional comprometido com a realidade social e com a busca de soluções para os problemas de modo crítico e

– Assegurar a articulação entre o ensino, investigação científica e extensão, garantindo uma formação generalista, humanista, crítica e reflexiva, que leve a construção do perfil almejado.

– Desenvolver as atividades curriculares, na busca da integração e da interdisciplinaridade, tendo como base de construção do perfil almejado.

– Fomentar a valorização das dimensões éticas e humanísticas da profissão, desenvolvendo no aluno atitudes e valores orientados para a produção animal ou produção de alimentos, a Saúde Única, a cidadania, direitos humanos, respeito à diversidade e ao meio ambiente.

– Promover a articulação das atividades teóricas e práticas desde o início do processo de formação do Médico Veterinário, permeando-a de forma integrada e interdisciplinar.

– Integrar-se aos cursos da área da saúde ofertados pela Instituição, desenvolvendo ações de investigação científica e extensão voltadas à produção de alimentos, proteção do meio ambiente e Saúde Única, em sintonia com as necessidades regionais.

– Utilizar diferentes cenários de ensino-aprendizagem, permitindo ao aluno conhecer e vivenciar situações variadas de vida, da organização da prática e do trabalho e em equipe multiprofissional.

– Fornecer conhecimentos requeridos para o exercício das competências e habilidades específicas exigidas para o curso, por meio da RESOLUÇÃO CNE/CES 70, DE 15 DE AGOSTO DE 2019.

Competências e Habilidades Gerais

  • Atenção à saúde: os médicos veterinários devem estar aptos a desenvolver ações de prevenção, promoção, proteção e reabilitação  da  saúde,  tanto  em  nível  individual  quanto coletivo. Cada profissional deve assegurar que sua prática seja realizada de forma integrada e contínua com as demais instâncias do sistema de saúde. Sendo capaz de pensar criticamente, de  analisar  os  problemas  da  sociedade  e  de  procurar  soluções  para  os    Os profissionais devem realizar seus serviços dentro dos mais altos padrões de qualidade e dos princípios da ética/bioética, considerando que a responsabilidade da atenção à saúde não se encerra com o ato técnico, mas sim com a resolução do problema de saúde, em geral;
  • Tomada de decisões: o trabalho dos profissionais de saúde deve estar fundamentado na capacidade de tomar decisões visando o uso apropriado, eficácia e custo-efetividade, da força de trabalho, de medicamentos, de equipamentos, de procedimentos e de práticas. Para este fim, os mesmos devem possuir competências e habilidades para avaliar, sistematizar e decidir as condutas mais adequadas, baseadas em evidências científicas;
  • Comunicação: os profissionais de saúde devem ser acessíveis e devem manter a confidencialidade das informações a eles confiadas, na interação com outros profissionais de saúde e o público em geral. A comunicação envolve comunicação verbal, não-verbal e habilidades de escrita e leitura; o domínio de, pelo menos, uma língua estrangeira e de tecnologias de comunicação e informação;
  • Liderança: no trabalho em equipe multiprofissional, os profissionais de saúde deverão estar aptos a assumir posições de liderança, sempre tendo em vista o bem-estar da comunidade. A liderança envolve compromisso, responsabilidade, empatia, habilidade para tomada de decisões, comunicação e gerenciamento de forma efetiva e eficaz;
  • Administração e gerenciamento: os profissionais devem estar aptos a tomar iniciativa, fazer o gerenciamento e administração tanto da força de trabalho, dos recursos físicos e materiais e de informação, da mesma forma que devem estar aptos a ser empreendedores, gestores, empregadores ou lideranças na equipe de saúde;
  • Educação permanente: os profissionais devem ser capazes de aprender continuamente, tanto na sua formação, quanto na sua prática. Desta forma, os profissionais de saúde devem aprender a aprender e ter responsabilidade e compromisso com a sua educação e o treinamento/estágios das futuras gerações de profissionais, proporcionando condições para que haja benefício mútuo entre os futuros profissionais e os profissionais dos serviços, inclusive, estimulando e desenvolvendo a mobilidade acadêmico/profissional, a formação e a cooperação através de redes nacionais e internacionais.

 

O médico veterinário deve estar apto, no seu âmbito profissional, a desenvolver ações voltadas à área de Ciências Agrárias no que se refere à Produção Animal, Produção de Alimentos, Saúde Animal e Proteção Ambiental.

Competências e Habilidades Específicas

O Curso de Graduação em Medicina Veterinária deve assegurar, também, a formação de profissional em  suas  áreas  de  atuação:  saúde  animal,  saúde  pública  e  saúde  ambiental; clínica  veterinária;  medicina  veterinária  preventiva;  inspeção  e  tecnologia  de  produtos  de origem animal; zootecnia  e  produção e reprodução animal, com competências e habilidades específicas para:

– Respeitar os princípios éticos inerentes ao exercício profissional;

– Avaliar grau de  bem-estar  animal  a  partir  de  indicadores  comportamentais  e fisiológicos  e  de  protocolos  específicos,  bem  com  planejar  e  executar  estratégias  para  a melhoria  do  bem-estar  animal  visando  a  utilização  de  animais  para  os  diferentes  fins,  com ênfase na bioética;

– Desenvolver, orientar, executar e interpretar exames clínicos e laboratoriais, bem como identificar e interpretar sinais clínicos e alterações morfofuncionais;

– Identificar e  classificar  os  fatores  etiológicos,  compreender  e  elucidar  a patogenia, bem como, prevenir, controlar e erradicar as doenças de interesse na saúde animal, saúde pública e saúde ambiental;

– Instituir diagnóstico, prognóstico, tratamento e medidas profiláticas, individuais e populacionais;

– Planejar, elaborar, executar, avaliar e gerenciar projetos e programas de proteção ao meio  ambiente  e  dos  animais  selvagens,  bem  como  de  manejo  e  tratamento  de  resíduos ambientais, participando também de equipes multidisciplinares;

– Desenvolver, programar, orientar e aplicar as modernas técnicas de criação, manejo, nutrição, alimentação, melhoramento genético; produção e reprodução animal;

– Planejar, orientar, executar, participar, gerenciar e avaliar programas de saúde animal, incluindo biossegurança, biosseguridade e certificação;

– Planejar, orientar, executar, participar, gerenciar e avaliar a inspeção sanitária e tecnológica de produtos de origem animal;

– Planejar, orientar,  gerenciar  e  avaliar  unidades  de  criação  de  animais  para experimentação (bioterismo);

– Planejar, organizar, avaliar e gerenciar unidades de produção de medicamentos, imunobiológicos, produtos biológicos e rações para animais;

– Elaborar, executar, gerenciar e participar de projetos na área de biotecnologia da reprodução;

– Planejar, avaliar,  participar  e  gerenciar  unidades  de  serviços  médico veterinários e agroindustriais;

– Realizar perícias,  assistência  técnica  e  auditorias,  bem  como  elaborar  e interpretar  laudos  periciais  e  técnicos  em  todos  os  campos  de  conhecimento  da  Medicina Veterinária;

– Planejar, elaborar,  executar,  gerenciar  e  participar  de  projetos  e  programas agropecuários e do agronegócio;

– Planejar, executar,  gerenciar  e  avaliar  programas  de  saúde  pública  em conformidade com as políticas de saúde  do  Sistema Único de Saúde (SUS) e de acordo com diretrizes internacionais de saúde, com ênfase no bem-estar social;

– Exercer a profissão de forma articulada ao contexto social, entendendo-a como uma forma de participação e contribuição social;

– Conhecer métodos  de  busca  da  informação,  técnicas  de  investigação  e elaboração de trabalhos técnicos, acadêmicos, científicos e de divulgação de resultados;

– Assimilar e aplicar as mudanças conceituais, legais e tecnológicas ocorridas nos contextos nacional e internacional, considerando aspectos da inovação;

– Avaliar e  responder,  com  senso  crítico,  as  informações  que  são  oferecidas durante seu processo de formação e no exercício profissional;

– Participar no planejamento, execução, gerenciamento e avaliação de programas e ações para promoção e preservação da saúde única, no âmbito das estratégias de saúde da família e  outros  segmentos  de  atividades  relacionadas  ao  médico  veterinário  junto  à comunidade;

– Planejar, orientar,  executar,  participar,  gerenciar  e  avaliar  programas  de análises  de  riscos  envolvendo  possíveis  agravos  a  saúde  animal,  a  saúde  pública  e  a  saúde ambiental; e

– Prevenir, identificar, controlar e erradicar doenças emergentes e reemergentes com vistas à atuação no serviço veterinário oficial e privado.

Resolução Nº 001/CONSUN/2020

Juliana Almeida

Coordenador do Curso de Medicina Veterinária

Possui graduação em Medicina Veterinária pela Universidade Federal de Pelotas, mestrado em Ciências Agrárias pela Universidade de Brasília (UnB), doutorado em Patologia Comparativa pela Universidade da Califórnia, Davis, EUA e pós-doutorado em Biotecnologia da Reprodução pela Universidade de Fortaleza (UNIFOR). Possui experiência em docência nas áreas de reprodução animal, biotecnologia da reprodução animal, fisiologia animal e patologia comparada. Atua como médica veterinária na área de reprodução de equinos e possui experiência em gestão de hospital veterinário.

Aguardando lista de professores

VENHA PARA O MUNDO UNIVS

COMO INGRESSAR NA UNIVS?